quarta-feira, 7 de abril de 2010

desesperadamente sola


Fazem anos que eu te procuro. Sempre que achava que estavas perto, eu via que estavas longe. Quando ia abraçar-te, você sumia.

Por onde andou? Por que não ficou comigo por todos esses anos? Por que me iludiu?
Eu confiei em você, quis sua presença comigo, fiz tudo certo. Mas você não quis saber, desapareceu!

Me vi perdida, abandonada, isolada. Não tinha mais sonhos, eram ilusões. Pirei. Chorei. Gritei. Até que tu me ouvistes! Então você veio, e de novo me tomou pelos braços. Agora sim posso dizer que sou sua. Por isso venho agradecer por estar novamente ao meu lado: Obrigada FELICIDADE!

Um comentário:

  1. Então aproveita que esse tipo de coisa costuma ter uma validade bem curta.
    inté

    ResponderExcluir

Diga-me tudo. Não esconda-me nada.